alphaDev - Copyright (c) 2016 - Todos os direitos reservados.

# Programação

Instalando o PHP 7 no Mac OS X
instalando-o-php-7-no-mac-os-x

Olá leitores tudo bem? Hoje explicarei como você pode instalar o php 7 no seu macbook de forma simples e rápida. Então vamos lá. Primeiramente abra o terminal e verifique a versão do php instalado na sua máquina digitando a seguinte linha: [crayon-5928795da4d1b934431478/] Se você não chegou a instalar nenhuma outra versão do php no seu computador. A versão default que já vem com o El Captain é a 5.5.36, conforme vemos na imagem abaixo. Além do que, o Mac OS X não disponibiliza nativamente uma forma de se atualizar o php para outra versão. Então vamos lá. Abra o terminal e digite a seguinte linha de comando. [crayon-5928795da4d38675265945/] Perceba que o instalador reconheceu corretamente a versão do seu sistema operacional. Digite a sua senha quando pedido. Observe que o php 7 será instalado no diretório /usr/local. Agora aguarde até que sejam feitos os downloads dos pacotes. Terminado o processo, o php 7 já está sendo reconhecido pelo apache. Perceba que o próprio instalador reiniciou o servidor e fez o teste do arquivo de configuração. Agora o teste final é você criar um arquivo chamado, por exemplo, teste.php no diretório /Library/WebServer/Documents e neste arquivo colocar as seguintes instruções: [crayon-5928795da4d4f207622373/] Agora abra o seu navegador e no campo endereço colocar: [crayon-5928795da4d58758439916/] Esta é a tela que deve aparecer para você. Por último ... se você digitar o novamente no terminal o comando: [crayon-5928795da4d63540378289/] Ainda aparecerá a indicação de que a versão do php é a 5.5.36. Para corrigir isto basta você criar ou editar o arquivo .profile e adicionar a seguinte linha no final: [crayon-5928795da4d6c318646577/] Salve o arquivo e no terminal digite o seguinte comando para que a mudança seja considerada. [crayon-5928795da4d7e158027500/] Teste a versão do php novamente. Agora você deverá obter a seguinte tela.   Pronto!!! Abraços a todos.    

Para que serve o arquivo .profile no Linux e no Mac
Para que serve o profile no linux e no mac

Estamos de volta. Neste post rápido falarei brevemente sobre o arquivo .profile muito comum de encontrarmos nos computadores com Linux ou Mac OS X. Antes de mais nada, observem que o nome do arquivo começa com um ponto. Esta é uma forma de "ocultar" ( observem que coloquei entre aspas a palavra, pois de fato o arquivo não fica oculto nada :) ). Bem, voltando... Este arquivo é muito utilizado para definirmos/setarmos alguns parâmetros que serão executados toda vez que abrimos um terminal shell nestes dois SOs que citei acima. No meu computador o .profile está com o seguinte conteúdo. [crayon-5928795da5c31576756222/] Explicando as principais linhas... Todas as linhas que começam com o caracter "#" são consideradas como comentários. Faço frequentemente isto para deixar mais organizado os meus códigos e também registrar o que estou fazendo naquela parte do arquivo. As linhas que começam com os comandos "alias" servem para criarmos "apelidos" para um determinado comando. Como podemos ver das linhas 2 até 7. As linhas 5 e 6 definem os comandos para exibir ou ocultar alguns arquivos e diretórios da visualização no Finder do Mac. Explico melhor mais a frente. A linha 7 contém as instruções que utilizo para apagar as configurações do NetBeans. Eu as executo toda vez que preciso reiniciar o NetBeans com suas configurações de "fábrica". Na linha 10 estou modificando a aparência do prompt do meu terminal. Abaixo explico melhor como fazer. Na linha 13 estou definindo os caminhos "PATH" que quero que sejam utilizados para pesquisar por comandos que estão instalados no meu computador. Na linha 16 defino qual o padrão de caracteres que utilizarei. Neste caso escolhi o UTF-8 padrão americano. Na linha 19 estou configurando a variável de ambiente do Java e indicando o diretório onde ele está instalado. Na linha 22 configuro a variável de ambiente onde estão instalados os AVDs do Android, pois tenho o Android Studio instalado no computador e também para poder utilizar os ambientes virtuais nas aplicações em Ionic por exemplo. Em resumo é isto que tenho no meu .profile. Mas quero deixar mais alguns detalhes interessantes. Assim como em outros SOs, quando estamos utilizando os gerenciadores de arquivos, os arquivos e diretórios marcados como ocultos não são exibidos. Mas muitas vezes precisamos que esta "limitação" seja resolvida. No caso do Finder - Este é o gerenciador de arquivos do Mac - para que os arquivos e diretórios ocultos sejam exibidos, precisamos digitar uma linha de comando no terminal. Para facilitar a minha vida, criei no meu .profile dois aliases que fazem este trabalho para mim. Estes aliases estão definidos nas linhas 5 e 6 acima. Então toda vez que preciso fazer com que os arquivos e diretórios ocultos apareçam, abro o terminal e digito o alias "hidden_on" e para voltar oculta-los digito o alias "hidden_off". Outra questão que altero, é o prompt do terminal. O prompt original acho muito simples e sem graça. Mas para alterar a sequência de escapes para modificar a aparência do prompt é chato e demorado. Pesquisei na internet e encontrei um site que auxilia em muito definir a sequência de escapes que podemos definir para o prompt. Caso você tenha curiosidade e queira alterar o seu prompt também. Clique neste link e veja como fazer. Com isto, alterei a aparência do meu prompt original que era assim ... Para ficar com uma nova aparência como abaixo. E o bacana é que esta configuração funciona 100% em Linux também. Pronto, é isto. Gostou? Achou interessante? Então compartilhe com outras pessoas. E não se esqueça de deixar um comentário também ok!!!. Um forte abraço. Fernando.  

Programação Java para Iniciantes – Aula 04
Programação Java - Aula 04

Nesta 4ª aula mostro para vocês a instalação de 10 plugins interessantes que tenho instalado na minha IDE NetBeans 8.1.

Programação Java para Iniciantes – Aula 03
Programação Java - Aula 03

Estamos de volta... Nesta terceira aula de Programação Java para Iniciantes explico a questão da instalação de plugins dentro da IDE NetBeans 8.1. Os plugins são recursos adicionais que você pode instalar em uma IDE para melhorar atividades que você desenvolve no seu dia-a-dia.

Programação Java para Iniciantes – Aula 02
Programação Java - Aula 02

Olá pessoal ... Nesta segunda aula de programação Java para iniciantes mostro algumas configurações interessantes do ambiente IDE NetBeans 8.1 que podem ajudar no processo de desenvolvimento de aplicações.

Programação Java para Iniciantes – Aula 01
Programação Java - Aula 01

Nesta primeira aula, apresento o ambiente de desenvolvimento NetBeans versão 8.1 onde mostro o processo de instalação em um computador Macbook Pro.